Jardim Botânico de Jundiaí

Em 03.05.2016   Arquivado em Viagens

Sabe quando você pensa que já fez uma determinada coisa e depois de muito (muito) tempo vê que não fez? Além do susto, dá aquela sensação de “mas gente, como deixei isso acontecer?!” e esse dramalhão todo, infelizmente, acontece com certa frequência na minha vida. A última vez foi esses dias mesmo, quando conferi a lista de posts que já fiz aqui no PD,N! e reparei que não tinha nada referente ao passeio que fizemos no jardim botânico de Jundiaí, na viagem do ano passado.

Vamos ao momento flashback: eu, Mendi e Raffs fomos para a casa de Dry, em Jundiaí, no carnaval de 2015. Foi uma semana cheia de amô e matação de saudades, que deixou muitas lembranças registradas na memória, no coração e na fotografia <3

Um dos passeios que fizemos juntas foi ir ao jardim botânico da cidade. Até então eu não tinha visitado nenhum jardim botânico. Achei o espaço tão, tão, tão gostoso! É um parque com vários ambientes (cactário, orquidário, jardim japonês e provavelmente tem mais alguns, mas não conseguimos ir em todos. Lá pra frente do post eu conto o motivo), todos formando ótimos cenários pra ensaios (aquelas que só pensa em fotografia, he). Vamos conhecer um pouquinho deles através das fotos, vamos!!





Nunca tinha ido a um orquidário, também. Qual não foi minha surpresa quando comecei a sentir um calor fora do normal? Não sei porque motivos isso me assustou tanto, já que nós estávamos dentro de uma ESTUFA……………




Além de ter sido um dos primeiros passeios que fizemos as quatro juntas, essa ida ao jardim foi, também, uma das primeiras saídas que fiz com a Espeon (minha câmera). Eu deveria tê-la há pouco mais de duas semanas na época e ainda estava aprendendo a mexer em cada função da bichinha. Adivinha quem me ajudou um monte nessa hora? Isso mesmo: dona Mendi. As fotos não mentem.


Créditos: Dry

Esse post era pra ter mais fotos, porque sério, se teve uma coisa que fizemos foi isso: fotografar até o dedo despencar de tanto apertar o botão da câmera. Uma pena meu computador ter sido invadido por uma enxurrada de vírus e eu ter perdido a maioria daquelas que mostravam os detalhes do lugar ^-^ (carinha irônica, sim, porque de feliz isso não tem é nada).

Por sorte esse dia continua muito claro na memória (e as fotografias que salvamos na nuvem ajudam a deixar tudo ainda mais vivo), então lembro bem do quanto andamos, nos divertimos e de termos sido pegas desprevenidas por uma chuva que veio do além (mentira, o céu já tava nublado, estávamos sob aviso sim).Por eeeeesse motivo não desbravamos o jardim inteiro (eu disse que ia explicar, eu disse!).

Mas querem saber a verdade? Aqueles pingos d’água foram incríveis. Apesar de ter ficado desesperada no primeiro momento, com medo de cair água na Espeon, foi também uma das melhores partes do passeio. Imagine quatro criaturinhas correndo loucamente feito baratas tontas, já que não tinham ideia de em qual parte do parque estavam (longe da saída? perto?). Era a gente. E sei lá, quando assustei lá estava eu rindo um monte disso. O coração ficou quentinho, quentinho e eu sou muito, muito, muito grata por isso.

  • Amanda

    Em 03.05.2016

    KKKKKKKKKKKK ESSA CHUVAAA KKKKKK
    Melhor dia kkkk mt bom
    Vou ficar rindo ate amanha disso
    Os macacos que podiam nos roubar, Raffs andando como num clipe, risco de raio e a gente NO TOPO DO MORRO CERCADA DE ARVORES KKKKKKK
    Aslok

  • POR DEUS, Nicolle!

    Em 03.05.2016

    NDFGJNDFJGNDJGND AINDA BEM QUE NENHUM MACACO PULOU EM CIMA DA GENTE DNGJDGNJ
    sdds desse dia, AFF

  • Hellen Holler

    Em 03.05.2016

    Lindas!!!

  • POR DEUS, Nicolle!

    Em 03.05.2016

    <33