Stand Up Paddle em Corumbá

Em 27.12.2016   Arquivado em Viagens

Lembro que Corumbá não tinha grandes atrativos pra quem morava na cidade, quando eu ainda estava por lá. Não tô brincando ou exagerando ao dizer isso, sério mesmo; pra vocês terem uma ideia, o boliche chegou por lá no ano em que fui embora (2007) e tirando isso, só restava sorveteria e passear pela avenida General Rondon (tinha também uma ou duas boates se não me falha a memória, mas olha bem pra cara da Nicolle de 13 anos e vê se ela frequentava esses lugares. Quá). Bem interior! Qual não foi minha surpresa quando me deparei com grandes franquias em minha última visita? Mais do que isso! Temos, agora, alguns programas diferentes também como a possibilidade de praticar o esporte Stand Up Paddle (SUP).

Adorei a ideia quando Liih sugeriu de irmos, assim que começamos a planejar minha viagem. Ficar equilibradinha em uma prancha com um remo em mãos, isso tudo no rio? MASSA! Um lado meu tava bem receoso em fazer isso já que não sei nadar e meu pai então, tadinho, ficou apavorado quando contei o que faríamos, mas medos à parte a vontade de ir prevaleceu e falou mais alto.

Pois fomos. Jéssica no volante, eu, Liih e Paola na carona. Fomos. Não lembro quanto pagamos pelo aluguel dos equipamentos, mas nos foi passado duas pranchas, dois remos e, pra mim, um colete salva-vidas também (falei que não sei nadar, né). Diferente de como pensei que seria, não tinha instrutor ou alguém à postos caso o pior acontecesse, então foi tudo na raça mesmo. Amarra a cordinha da prancha no tornozelo segura na mão de Deus e vai.

Não foi fácil como pensei que seria hahahaha Cara, ficar equilibrada na prancha é um exercício complicado, tanto é que não consegui ficar em pé, não. No máximo de joelhos, só que cansei e terminei sentadinha mesmo enquanto remava de um lado pro outro me sentindo A Aventureira. Mas de verdade? É, ao meu ver, uma ótima maneira de trabalhar isso (o equilíbrio, digo).

É preciso ter cuidado, também, muito cuidado meeeeesmo. O rio é traiçoeiro, gente. Você pensa que tá tudo bem, tudo de boa, e quando percebe tá mais longe do que imaginava e a correnteza continua te arrastando. Confesso: nessa hora o coração deu uma gelada, porque, apesar de estar me divertindo, eu não tava me entendendo direito com o remo. Fiquei sem saber pra que lado remar pra conseguir voltar pra beira. A sorte é que eu tava perto de um dos barcos que estavam atracados por ali e ele tava preso por uma corda. Me segurei ali e fui puxando, até que a distância entre prancha e beirinha foi diminuindo. UFA!

Eu gostei muito da experiência! Minha grande observação para aquele espaço em específico é que poderia ter um instrutor disponível (ficando com as pessoas o tempo todo, sabe?), mas no geral é um esporte que eu recomendo e inclusive sinto vontade de praticar de novo; uma pena que aqui em Campo Grande não tem (e se tem eu não tô sabendo hahah). Torcendo para que outra oportunidade apareça!

E esse foi o segundo e último post sobre a viagem para Corumbá, pessoal. O primeiro foi esse aqui onde mostrei um pouco do Porto Geral através do ensaio que fiz com Liih. Ainda tem, também, outras pautas que quero trabalhar (tem dois projetos muito, muito, muito bacanas na Cidade Branca), mas fica pra próxima visita. Mais uma vez, Liih, obrigada pelo convite e por ter tirado as fotos que em que eu apareço, neste post <3

Ah, uma observação importante! Este post foi feito com base na experiência que tive no ano passado, 2015. Pode ser que as coisas estejam diferentes hoje.

Facebook ✰ Skoob ✰ Instagram

  • Amanda

    Em 27.12.2016

    Confesso que acho stand up pedal meio paradao, então não sei se me interesso muito em fazer kk
    Mas é legal experimentar coisas novas, e é legal saber que Corumbá tá aparecendo com novidadinhas. Quem mora na cidade deve achar ótimo também que apareça uma coisa diferentosas assim de vez em quando.
    As fotos ficaram fofis <3 kk a última tá mt meiguinha.

    Bjsbjsbjshbjs

  • Dora

    Em 27.12.2016

    Gente que frio na barriga ir num rio desse sem instrutor nenhum!
    Eu nunca fiz SUP por: falta de vontade. Eu sou uma lombriguinha preguiçosa mesmo, e sei que o tanto de músculo que tem que trabalhar pra manter equilíbrio-remar-ficar em pé-ficar reta-manter equilíbrio já me dói tudo aushduahsduahsudh minha irmã já fez algumas vezes na praia, mas em uma parte pequena de mar e sem ondas [óbvio].
    Quem sabe um dia eu faça né? Uma coisa que acho que deve ser divertido [mas tão difícil quanto SUP] é aquele de equilíbrio no elástico [que eu obviamente esqueci o nome~]

    Adorei o post Nic <333

  • POR DEUS, Nicolle!

    Em 27.12.2016

    Admiro quem consegue ficar em pé na prancha, viu? Né fácil não hahahah Mas nossa, no mar deve ser bem mais agitado, já que o movimento do mar é mais aparente do que o do rio.

    Esse do elástico não sei o nome também, mas minha nossa senhora, deve ser mais difícil ainda de se equilibrar em cima dfgjdfndj ç-ç

  • Cíntia de Melo

    Em 27.12.2016

    Miga, meu sonho fazer paddle um dia <3
    fiquei com vontade de ter esse dia <3

  • KARINE

    Em 27.12.2016

    ah, que gostoso! cara, SUP é MUITO difícil, sério! HAHAA eu tentei (se é que posso dizer isso) uma vez, mas vi que ia dar merda e acabei desistindo, HAHAHHA até de joelhos fiquei com medo, sou muito desequilibrada louca XD mas acho demais!

  • Isabele

    Em 27.12.2016

    Eu morro de vontade de fazer SUP, mas tb não sei nadar e o medo e a prudência acabam vencendo a vontade. Rs

  • Jade Amorim

    Em 27.12.2016

    Eu cresci em uma cidade ribeirinha, e ao contrário de você eu sei nadar, então pra mim o esporte não tem lá muita graça. Já cansei de atravessar rio a nado, me enfiar debaixo de cachoeira, quase morrer afogada porque o biquini soltou em cima e eu não sabia se nadava ou segurava os peitos (caso real hehehehehe).
    Mas para quem não tem esse contato com a água, com certeza é uma experiência libertadora. ♥

    Beijos.

  • Ane

    Em 27.12.2016

    Deve ser uma sensação incrível! Tenho vontade, mas morro de medo.

  • LP

    Em 27.12.2016

    Eu me descrevo como um viajante de fotografias, sabe?
    Por alguma razão que ainda desconheço, eu acho mais legal me debruçar sobre fotos tiradas por outrem a ir nos lugares propriamente dito
    Bom, na parte da agua, digamos que nossa relação tende a ser um tanto quanto problematica, uma vez que de tudo o que há no mundo a unica coisa que me dá um certo receio é justamente agua, rios, lagos, o mar e isso porque eu sei nadar…
    Mas é, parece ser uma parada maneira de fazer
    bjos LP

  • Clayci

    Em 27.12.2016

    Aquelas q morre de medo de água, mas quer tentar sabe? ahuiahuihauhauhauih

  • Mia

    Em 27.12.2016

    Gente, não quero fazer isso, não, imagina, sem instrutor por perto?! SEN OR, certeza de que eu iria cair, hahahaha

  • liz

    Em 27.12.2016

    geeente, que legal! eu nao sei se teria coragem, sou bem medrosa pra essas coisas haha mas acho suuuper bacana e deve seer tao bom, deve dar um sentimento de liberdade muito bom, né? eu amei suas fotos!

  • Lud

    Em 27.12.2016

    Parece ótimo, mas podia ter um instrutor hein? Acho que ia ficar com medo de algo grave acontecer… hahaha Beijoo

    http://www.coisadalud.com.br

  • Jéssica Barros

    Em 27.12.2016

    Fiquei com vontade de fazer hahahaha Gosto de tudo que envolve água, então já quero pra ontem brincar disso também

  • Daniele Yui

    Em 27.12.2016

    Muito massa sua experiência e as fotos estão muito lindas, também. Meu marido já fez umas canoagens, e tinha curiosidade de fazer algo assim também. Bjo!

    http://www.pandapixels.com.br

  • Patricia

    Em 27.12.2016

    Sabe que eu não dava nada pro SUP. Tinha vontade de tentar, mas achava que ia ser super fácil.
    Tudo errado! hahaha… Pensei que ia usar os braços e sai com as pernas doendo.
    Gostei bastante da experiência!

  • Vickawaii

    Em 27.12.2016

    Oi Nicolle! Eu nunca fiz Stand up, mas morro de vontade de tentar! Achei legal que você disse que a cidade não tinha nada antes ahsduihausa e agora oferece esse tipo de esporte. Conheço uma cidade que é ao contrário: em décadas passadas era o lugar perfeito para passar o verão, hoje não tem absolutamente nada 🙁

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

  • Fran Agnoletto

    Em 27.12.2016

    Eu adoro praticar SUP.
    Moramos no interior do RS, mas felizmente pelo menos temos um rio, para chama de nosso kkkkkk, onde da para praticar SUP e curtir um pouco do contato com a natureza.
    Beijos

  • Ju Garzon

    Em 27.12.2016

    SUP está na minha lista de coisas para fazer antes de morrer (sim, tenho uma kkk). Tenho um sééério problema de equilíbrio, tipo tropeçar no próprio pé, então só Deus para saber no que isso vai dar! Hahaha Mas gostei de ler o seu relato e vou ficar esperta com a correnteza. Provavelmente farei no mar, mas vai que as ondas me levam para um rochedo ou algo do tipo! Também gostei da solução de ficar ajoelhada, parece ser bem exigente como atividade física.

    Beijos!

  • Klecia

    Em 27.12.2016

    Fiz uma promessa pessoal de fazer SUP ao menos uma vez antes de fazer 30 anos. Meu prazo tá acabando socorro, preciso correr com essa meta! O esporte é um desafio pra mim, que até um tempinho atras morria de medo de nadar e hoje arrisco umas braçadas. Teu post me lembrou que tenho que fazer isso pra ontem! 🙂

  • Katarina Holanda

    Em 27.12.2016

    Que demaaais! <3 Comigo foi o contrário, ahaha. Eu achava que seria suuuper difícil, mas foi muito fácil, só que acho que minha prancha era bem mais larga que a sua. Oo Olhando na foto parece, então isso com certeza ajudou demais, haha. Adorei que você superou isso, mesmo não sabendo nadar. <3

  • Flávia Donohoe

    Em 27.12.2016

    muito interessante! Eu como sou medrosa ia ficar morrendo na prancha! tenho que tirar coragem pra nadar e aprender esportes aquáticos!

  • angela sant anna

    Em 27.12.2016

    fiz o meu primeiro SUP esse ano na praia de Piçarras e achei mega fácil!! tão facil q ficou meio sem graça uns 10 min depois ahuehaue pelo menos fiz um exercicio para os braços aheuahe

  • Marcia Picorallo

    Em 27.12.2016

    Por Deus, Nicole! Primeiramente, achei super legal o nome do blog e ainda mais o fato de você ter usado seu sobrenome e brincado com isso. Depois na leitura vi que você se sentiu a aventureira por ter ficado só de joelhos na prancha – e qe não sabe nadar. Menina, quanta coisa legal num só post, parabéns!

  • Deisy Rodrigues

    Em 27.12.2016

    Nunca pratiquei, confesso que tenho um certo receio, mas legal essa nova atração em Corumbá.