Posts de POR DEUS, Nicolle!

Conversando sobre adoção e a chegada do gato Lupin

Em 03.10.2017   Arquivado em Lembranças

Mês das crianças chegou. Bora abrir a série de posts desse período com o mais novo caçulinha da casa!

A chegada desse pretinho da foto foi uma das grandes surpresas que 2017 trouxe. Lupin veio ao mundo no início de setembro (e você pode saber mais sobre o nascimento dele clicando aqui) e desde que vi essa coisinha que na época tinha cara de tudo, menos de gato, quis que ele fosse meu.

Antes de tudo é preciso dizer que adoção é coisa séria. Acredito que todas as pessoas que amam animais sentem vontade de recolher todos os que encontram pela frente, mas infelizmente isso não é possível. Sentir vontade e amar é diferente de ter condições de dar todos os cuidados que um bichinho exige. Tendo todas essas coisas em mente, refletimos um bocado antes de bater o martelo e decidir dar um irmãozinho para a Nana, a Kisa e a Mimi.

Ele ainda não veio pra casa, não permanentemente. Momo (a mãe dele) continua amamentando e tá super apegada em cada filhotinho, então Lupin permanece na casa da vizinha com os irmãozinhos. À tarde nós trazemos ele pra cá. Meu sinalzinho de sorte já passeou pela casa toda, pula da cama, morde nossas mãos e nossos pés e faz essa carinha fofa das fotos o tempo inteiro. Tá se habituando. A parte complicada (ai gente, põe complicada nisso) tá sendo a aceitação das três meninas da casa.

Kisa é a mais tranquila. Rodeia, fica com os olhinhos arregalados e carregados de curiosidade sobre essa coisinha preta que mais parece um filhote de morcego, dá uma cheirada e sai correndo. Mimi faz cara feia e vira o Usaing Bolt na hora de correr de Lupin. Agora a Nana? Pai amado. Eu tenho é medo de deixar esses dois juntos e soltos, então só rola interação quando um deles tá no meu colo (geralmente a Nana). A pintadinha é difícil demais. Quase uma onça, ela praticamente ruge pra esse pingo de gato, como se ele fosse um monstro super ameaçador — enquanto Lupin só olha pra ela com essa carinha de ‘calma, moça’. Acho que eu ia rir se não fosse trágico e preocupante hahahah

Nana também foi agressiva quando Kisa chegou, mas na época elas tinham o mesmo tamanho e depois de dois dias já era amor pra vida toda. Não foi muito diferente com Mimi. São todas da mesma época, então se rolasse quebra pau, todo mundo ia apanhar e bater meio que na mesma medida (enquanto alguém da casa não aparecesse pra apartar). A questão agora é que ela é quatro vezes maior que Lupin e eu tô com medo de acontecer uma tragédia se não estivermos perto sos

Bem, agora vocês sabem que a família aumentou e que estou precisando de dicas pras mais velhas aceitarem o caçula!! Todas as sugestões são bem-vindas ❤

Facebook ✩ Instagram ✩ Skoob

Amigos desde a barriga: a festa de 35 bebês!

Em 03.09.2017   Arquivado em Fotografia

Setembro começou com festa de aniversário coletiva. Dia de comemorar a união de 35 mamães e a vida de seus bebês!

Tudo começou com um curso de gestantes da UNIMED, em 2015. Através de uma lista passada durante um dos encontros, 39 mulheres entraram em contato umas com as outras e começaram a compartilhar em grupo suas experiências enquanto grávidas, além de auxiliar e apoiar as colegas sempre que necessário. Assim nasceu uma grande amizade. Juntas elas assistiram os bebês chegarem ao mundo, dividiram as vivências sendo mães de recém-nascidos, marcaram vários encontrinhos ao longo do ano (viva a licença à maternidade!) e participaram, também, do primeiro aninho de cada pequeno, mas eis que neste ponto surgiu uma questão: difícil convidar o grupo inteiro para cada festa de aniversário.

Como resolver? Que tal organizar uma festa coletiva para celebrar a vida dos bebês?! Assim começou o planejamento de mais um projeto incrível, este sendo possível graças à união e companheirismo existente entre as mamães.


Foram meses planejando o momento. Juntas, as mamães correram atrás de buffet, decoração, doces personalizados e as pessoas que seriam as responsáveis por fazer os registros do dia mais do que especial, os fotógrafos. Como ficaria inviável contratar uma única equipe para cuidar dessa função, elas decidiram se dividir em grupos e cada um iriam em busca de um profissional para tirar as fotos de seus bebês. Para a minha alegria, a POR DEUS, Fotografia! foi uma das contratadas e eu fiquei com a missão de fotografar 6 dos 35 aniversariantes.

Essa foi a primeira vez em que fiquei responsável por tantos aniversariantes e devo dizer que amei a experiência. Nós, fotógrafos, recebemos um cronograma com as informações de quando cada equipe poderia fotografar no hall de entrada e na mesa da decoração, tudo bem explicadinho, mas acabou sendo muito mais do só chegar e tirar fotos. Convenhamos: nunca é apenas isso. Cada evento se destaca em nossos corações com alguma particularidade, e este acabou se revelando em muitos pontos. O primeiro deles foi ver um projeto desse porte acontecendo, tudo graças à amizade das mulheres que compõe o grupo.


Agora começa a explicação do meu segundo motivo! Não foi a primeira vez que registrei um capítulo da vida de três bebês que compunham o meu sexteto. A Laís foi quem chegou primeiro pra mim, isso quando ainda estava sendo gerada pela Carol lááááá em 2015! Com ela já tivemos chá de bebê, ensaios e até o casamento civil da Carol (que foi também a ocasião em que vi Laís depois de nascida) ❤


O Lorenzo chegou em 2016 e o Arthur veio esse ano mesmo, mas em fevereiro. Os dois me deram o presente de registrar a comemoração de seus aniversários de 1 aninho. Poder fotografar mais um momento da vida desses bebês é algo que não tem preço, e eu vou agradecer eternamente à fotografia por me proporcionar a experiência de ver pequenos como esses 3 crescendo ❤




Conhecer o Gabriel, o Heitor e o Ivan também compõe a minha listinha pessoal. Uma vez que fotografo um bebê, ele se torna parte da minha vida e com eles isso não seria diferente, de jeito nenhum. Agora são membros da família PD,F! ❤



Por último e não menos importante, foi ter a oportunidade de fotografar ao lado de pessoas tão bacanas! O Júnior já é meu velho conhecido e também um dos fotógrafos que mais admiro aqui em Campo Grande. Já a Vanessa e o Kelvin eu conheci durante a festa e acabaram contribuindo com uma das minhas certezas: a nossa Cidade Morena conta com ótimos profissionais na área da fotografia!

O aniversário dos 35 bebês foi registrado pelas lentes de POR DEUS, Fotografia!, Junior Assunção Fotografia, Studio Klin e Kids Fotografia e Artes.

Neste momento estou transbordando de gratidão. Muito obrigada a Scharlene, Carol S., Carol L., Sheila, Iris e Gisele por terem confiado em mim para registrar esse dia. Foi uma das minhas experiências mais incríveis enquanto fotógrafa e pessoa ❤

Facebook ✩ Instagram ✩ Skoob

Página 1 de 4112345... 41Próximo