POR DEUS, Nicolle!

POR DEUS, Nicolle!

A magia de Fevereiro

Desde que me entendo por gente – oi, exagerada – escuto por aí que o mês que antecede o nosso aniversário é o nosso "inferno astral". Como acho a temática "astrologia" pra lá de interessante, resolvi ler a respeito e encontrei o tópico "paraíso astral" em meio a uma pancada de sites que abordam o assunto.

Achei muito mais do que justo. Se existe um período onde nós ficamos mais enfraquecidos (astrologicamente falando), é lógico que deveria haver outro onde as coisas se desenrolem de vento em poupa! Mas… qual seria esse período, afinal? Um mês depois do nosso aniversário? Dois? Sinceramente, eu não sei. Algumas páginas dizem que, por eu ter nascido em agosto, meu paraíso astral é em novembro, outros falam em janeiro e tem aquele que arrisca no fevereiro, então não sei mesmo. No entanto, contudo, porééééém, o primeiro "resultado" que li foi fevereiro. Por conta disso – e de outros tantos motivos -, é ele que eu considero.

Mas, veja, também não sei dizer se toda essa história de "paraíso" e "inferno astral" é mesmo verdadeira, só que tem uma coisa que eu preciso admitir: passei a olhar fevereiro com outros olhos. Passei mesmo. Coincidência ou não, percebi que o segundo mês do ano traz consigo uma pancada de surpresas e fevereiro de 2015 não fugiu desse padrão.

A primeira delas veio logo no primeiro dia. Sabe quando você acredita com força – e até sente orgulho de si mesma – que tá fazendo algo exatamente como deveria? Então, eu tava desse jeito. Mas, né, tava enganada também.

Não é fácil ter suas falhas atiradas na sua cara assim, numa pancada. Agora você para e pensa: pô, se já começou desse jeito como é que você considera fevereiro o seu "paraíso"? Tá loca, menina? Tô loca é nada! Alô-ô, antes ter minhas falhas jogadas na roda e ter a oportunidade de fazer diferente a ser descartada da noite pro dia. E a oportunidade me foi entregue.

Enquanto eu tentava melhorar meu desempenho, outras coisas foram acontecendo. Essas, no entanto, não foram nem um pouco supimpas. Só que, sabe, depois de longos dias refletindo percebi que, cara, eu precisava mesmo daquele chacoalhão. Veio em boa hora.

Depois desses primeiros dias tudo ficou mais leve. Meu coração ficou mais tranquilo e a mente, focada naquilo que viria no dia 14: a viagem que eu estava esperando há muito, muito tempo.

Os dias 14, 15, 16, 17, 18, 19 e 20 foram mágicos. Isso aí: mágicos. Acredito que não tenha palavra melhor pra descrever. Foi mágico matar aquele monstro louco e horroroso (aka, saudade) que vinha me consumindo há anos. Foi mágico passar uma semana dando e recebendo sentimentos bons. Foi mágico encontrar, foi mágico reencontrar. Foram sete dias que salientaram que meu paraíso astral é sim em fevereiro. A penúltima semana fez todo o mês valer a pena.

Voltar não foi fácil. Pra me distrair eu larguei mão da vergonha e tirei a câmera da bolsa no avião. Tô percebendo que fotografar me deixa assim, mais relaxada, e era daquilo mesmo que eu estava precisando naquele momento. Relaxar.

Então a última semana chegou e eu me encontrei na posição de fazer mais uma escolha pra lá de importante. Sabe medo? Pois é, tava sentindo de monte. Tomar decisões e colocá-las em prática às vezes dá dessas, né? Mas as coisas começaram a funcionar. As aulas voltaram, o "POR DEUS, Nicolle!" nasceu, eu retornei ao cargo que mais gosto e estava tudo bem. Tudo mesmo.

Foi quando me dei conta de que eu não só estava pronta, como também desejosa por março. Peguei o papel, a caneta e estou aqui, me colocando a escrever tudo o que está acontecendo nesse período para que eu possa guardar todos os detalhes dele exatamente como fiz com fevereiro, meu mês mágico.

***

P.S.: O calendário que aparece na primeira foto foi elaborado pela Kah, pelo Phellipe e pelo Vitor. Encontrei disponível aqui.

10 lembranças boas de 2017
Conversando sobre adoção e a chegada do gato Lupin
Vamos adotar os filhotinhos da Momo?

As 3 fotos de março! (Mês a Mês)

Foi no início de fevereiro que Máira, do Dama Turquesa, compartilhou seu interesse em participar de um projeto fotográfico. Já estava sentindo uma vontade enorme de fotografar cada vez mais e mais, então quando li a mensagem dela senti a empolgação me invadir com tudo: aquela poderia ser uma ótima oportunidade de desenvolver meu olhar com a câmera!! Assim nós conversamos, trocamos ideias, pesquisamos para saber se alguém já tinha pensado na mesma coisa e como não encontramos nada, chegamos em alguns resultados. O primeiro deles é o assunto desse post <3

Algumas datas acabam conciliando com o número do mês: três de março (03/03), quatro de abril (04/04), cinco de maio (05/05). Ei, por que não trabalhar um projeto fotográfico em cima disso? Foi pensando assim que chegamos no "Mês a Mês", que consiste em publicar o número de fotos correspondente ao número da data/mês. Ficou claro? Tenho quase certeza que não (sou péssima em explicar as coisas, urgh), então vamos olhar na prática!

Sendo março o mês 3 e hoje, dia 3 (e terça-feira também, eita), nós nos comprometemos em postar nada mais, nada menos queeee 3 fotos. Para a primeira postagem não estipulei nenhum tema nos meus clicks, pensei apenas em registrar detalhes da última semana pra cá. Sem mais delongas, vamos às fotos!

É possível fangirlizar um caderno? Caso seja, sim, estou fangirlizando o meu. Confesso que não lembro quando tinha sido a última vez que comprei um e, cara, com isso eu também não lembrava como um desses é necessário. Tá sendo infinitas vezes mais fácil me organizar na faculdade e como não estou matriculada em 10 matérias (amém), sobrou espaço para que eu possa escrever o que der na telha.

Minha rotina é pra lá de corrida, então flagrar céus como esse é algo muito raro (porque, né, tô sempre dentro de alguma sala e quando saio já tá tudo escuro). Maaaas semana passada foi essa paisagem que eu dei a sorte de presenciar ao olhar pela janela e, vamos combinar, seria uma baita mancada se tivesse deixado passar batido.

Março começou com essa surpresa toda trabalhada na fofura <3 Temos uma pimenteira aqui em casa e essa coisinha verde é a nossa primeira pimenta! Tomara que venham muitas outras :3

Mas pimentinhas não são as únicas coisas pelas quais estou torcendo por. Antes de finalizar, quero deixar registrado que estou radiante por iniciar o POR DEUS, Nicolle! com o primeiro passo de algo que eu queria muito participar. Muito obrigada por ter embarcado nessa comigo, Máira, e que venham mais olhares, mais fotos, mais clicks e mais projetos!

A decoração de Natal da Laís
Amigos desde a barriga: a festa de 35 bebês!
Picnic @diariodojoca em 4 clicks (Mês a Mês)
Página 43 de 44
«1 ...394041424344››