About


Perdi as contas de quantas foram as vezes em que eu escutei isso, de verdade verdadeira. Em algumas situações esses três nomes vieram acompanhados por um ponto de exclamação, em outras o ar de bronca não passou despercebido e é impossível não abrir um sorriso quando sei que a pessoa está segurando a interrogação, quase como se tivesse vergonha de perguntar “Por Deus é mesmo o seu sobrenome?”. Ouvindo a pergunta ou não, respondo: sim, “Por Deus” é um dos meus sobrenomes. Nicolle Por Deus. Mas você não precisa me chamar de Nicolle, tá? Ao longo dos meus 23 anos de existência ganhei alguns apelidos – estando entre eles os mais comuns, como “Niih” e “Nikki” – e você pode me chamar por um deles, se quiser.

Mas apelidos não foram as únicas coisas que ganhei ao longo de todo esse tempo. A vida me deu alguns presentes pra lá de especiais, como amigos queridos, oportunidades únicas, experiências loucas e lições importantes. Ela só não me deu o prêmio da mega sena (ainda!).

Como não ganhei na loteria, preciso trabalhar. Concilio meu emprego e meus freelas com a faculdade de Jornalismo e graças aos céus consigo encontrar um tempinho aqui, outro ali pra escrever, ler e agora, cuidar do PD,N! também.

Você já sabe o meu nome, os meus apelidos, a minha idade, o que eu faço da vida e alguns dos meus gostos. Resta saber que sou uma menina de visão embaçada, olfato aguçado e audição um tanto falha. Tenho paladar exigente, muitas vezes a minha falta de tato se faz presente e acredito no poder do sexto sentido, só não sei ainda do que o meu é capaz.

***

A ilustração foi feita pela senhorita Amanda Belo e, novamente, o trabalho dela não poderia ter me deixado mais feliz! ♡